Portal do Governo Brasileiro

  • A A A


  • Alunos do IFC Camboriú conquistam 1º e 3º lugares no Global Legal Hackathon BC 2019, final do evento será em NY, nos EUA


    Equipe - Pedro e RafaelOs alunos do curso de Bacharelado em Sistemas de Informação (BSI), Pedro Luiz Fernandes e Rafael Silva Neukirchen, conquistaram o primeiro lugar no Global Legal Hackathon (GLH) BC 2019. Aliás, além do primeiro lugar, o pódio do evento ficou quase completo com o IFC Camboriú. Das três colocações, o campus faturou também a terceira, com a equipe formada pelos estudantes Daniel Becker Bortoluzzi, Gabriel Mauro Lemos Lisbôa dos Santos e Renan Fernandes de Souza.

    O GLH é o maior evento jurídico do mundo com foco na criação de soluções práticas para o mundo jurídico, seja para negócios ou acesso à justiça. Nesta edição participaram, aproximadamente, 5.000 pessoas, em 71 cidades espalhadas por diferentes países. Balneário Camboriú, cidade na qual o IFC Camboriú marcou presença, foi um dos municípios que sediou a primeira fase do evento, com mais de 150 pessoas, entre maratonistas e mentores.

    De acordo com o coordenador do BSI e também mentor representante do IFC na área de tecnologia, Alexandre de Aguiar Amaral, o evento contou com participantes de diversas regiões de Santa Catarina e de outros Estados. “Após 54 horas interruptas de maratona, as equipes apresentaram e convencerem uma banca avaliadora, compostas por membros da área jurídica, negócio e tecnologia”, destacou Alexandre.

    Agora, os estudantes do IFC Camboriú vão encarar uma preparação para a próxima etapa do evento, que será online, no dia 15/03. Os vencedores da primeira rodada apresentarão suas soluções como uma demonstração em vídeo para o painel de jurados internacional do segundo turno. Após essa etapa virtual, no dia 04/05, ocorre a final em Nova Iorque, nos Estados Unidos, com a demonstração das soluções tecnológicas para um painel ao vivo de juízes.

    Confira a classificação do Global Legal Hackathon BC 2019:

    •    1º lugar ficou com a Easy Legal, que facilita o entendimento do “Juridiquês” (alunos do BSI – IFC Camboriú)
    •    2º lugar, 2BRAVE (@twobrave ) , fornecendo acesso jurídico à mulheres que sofreram algum tipo de violência.
    •    3º lugar, Jus Check, uma plataforma que facilita a consulta penal (alunos do BSI – IFC Camboriú)

    Segundo Amaral, as premiações foram R$ 2,5 mil reais para a primeira equipe vencedora, R$1,5 mil para a segunda e R$ 500 para a terceira equipe. “Muito além das premiações o evento proporcionou aos alunos a possibilidade de aplicar os conhecimentos adquiridos no curso de Sistemas de Informação em uma área e problemáticas comumente não abordadas nos cursos de tecnologia, a área jurídica, bem como realizar networking com os demais participantes e empresários”, finalizou o professor.

    Para mais informações sobre o evento, acesse: https://globallegalhackathon.com/

    Confira as fotos do evento: